Cidades inteligentes no Brasil e suas vantagens

O termo “cidades inteligentes” se refere a metrópoles que possuem práticas para melhorar a qualidade de vida e a sustentabilidade dos seus moradores.

Você já ouviu falar em “cidades inteligentes”? Hoje você vai descobrir um pouco mais sobre essas cidades, os exemplos que temos no Brasil e as vantagens que essas metrópoles trazem para a sociedade. Vamos lá!

 

O termo “cidades inteligentes” se refere a metrópoles que possuem práticas para melhorar a qualidade de vida e a sustentabilidade dos seus moradores.

 

Aqui no Brasil, existem 2 cidades que fazem parte desse grupo: Belo Horizonte e Curitiba. E o que essas cidades fazem?

 

Além de inúmeros pontos, essas metrópoles:

  • oferecem recursos e acessibilidade aos seus moradores
  • promovem a construção de novas casas com utilização de água, energia e materiais de cunho sustentável
  • geram eficiência na coleta seletiva
  • asseguram o funcionamento do processo de reciclagem de diversos espaços
  • alinham a comunicação direta do governo e da comunidade, focando sempre na resolução dos problemas da cidade
  • geram acessibilidade para os moradores em espaços culturais e sociais

 

Essas são algumas características que tornam essas cidades inteligentes. Vamos adentrar em uma delas para conhecer um pouco mais sobre seus benefícios e como ela funciona.

 

A coleta seletiva, por exemplo, é um ponto fundamental, visto que nosso país hoje tem um grande acúmulo de lixões, que promovem doenças e acumulam ainda mais desordem social.

 

Essa transformação na coleta gera inúmeros benefícios para a sociedade e também ao meio ambiente. Confira algumas delas?

  • mais limpeza nas ruas
  • aumenta da qualidade de vida
  • diminuição da utilização dos recursos naturais
  • baixa da proliferação de doenças
  • menos gastos com limpeza pública
  • baixa contaminação dos alimentos
  • geração de empregos para famílias carentes e com baixa renda

 

E o que é preciso para se transformar em uma cidade inteligente? Vamos trazer alguns exemplos diretamente daqui do Brasil para que possamos entender como esse processo funciona.

 

Belo Horizonte e Curitiba, consideradas cidades inteligentes aqui no nosso país, tiveram que seguir alguns pontos bem específicos para abraçar esse termo. Como objetivo, as cidades se responsabilizam com o compromisso de manter o equilíbrio entre os habitantes e seu próprio ecossistema.

 

Na capital de Minas Gerais, a prefeitura implantou alguns sistemas de coleta espalhados pela cidade. Em alguns bairros, instalou containers de acordo com as cores de cada material reciclável.

 

Esses pontos são conhecidos como Local de Entrega Voluntária (LEV). Cada pessoa pode descartar seus materiais de acordo com suas especificidades em diversos lugares na cidade, sejam resíduos da sua casa ou do seu trabalho.

 

A prefeitura, por sua vez, coleta esses materiais frequentemente e os entrega à reciclagem adequada.

 

A cidade fica responsável também por incentivar a utilização desses containers em campanhas educativas, feitas constantemente a fim de conscientizar a população.

 

Já na cidade curitibana, uma das grandes referências de cidade modelo no Brasil, e que ficou em segundo lugar no ranking da Connected Smart Cities, classificação das cidades inteligentes, humanas e sustentáveis, a coleta seletiva de resíduos passa por todas as residências da metrópole.

 

Esse projeto já acontece na cidade de Curitiba desde a década de 80.

 

Além desse projeto, a cidade conta também com um programa chamado “Lixo que não é lixo”, feito em toda cidade e conta com aproximadamente 20% de todos os resíduos das residências e/ou locais de trabalho. Todos esses resíduos são encaminhados diretamente à reciclagem.

 

Esse programa abrange recebimento de óleo usado e de lixo tóxico (pilhas, baterias e remédios).

 

Além de alguns métodos específicos, há outras dicas para se transformar em uma cidade inteligente:

  • melhorar a interação entre governantes e cidadãos
  • economizar energia
  • diminuir a poluição da cidade
  • melhorar a iluminação pública
  • garantir a diminuição da utilização dos recursos naturais
  • dentre outros.

 

E aí, já tinha ouvido falar no termo “cidades inteligentes”? Nesse artigo você conheceu um pouco mais sobre essas cidades inteligentes no Brasil e suas vantagens para a nossa sociedade e também para o meio ambiente.

 

Não se esqueça de acompanhar em nosso Instagram notícias como essa e ações realizadas pelo nosso programa. Compartilhe com seus amigos!

Conte para o mundo!

WhatsAppFacebookPinterestLinkedIn
plugins premium WordPress